Editora Abril demite em massa: entre 500 e 840 funcionários

A Editora Abril anunciou um corte de funcionários estimado entre 500 e 840 pessoas; o grupo anunciou o fechamento de Cosmopolitan, Elle, Boa Forma, Mundo Estranho, VIP, Viagem e Turismo, Arquitetura, Casa Claudia, Minha Casa e Bebe.com; segundo relata Miguel Enriquez, no DCM, a empresa estuda “a entrar com um pedido de recuperação judicial”

Também vale ressaltar que “paralelamente, estão cada vez mais fortes os indícios de que os herdeiros de Roberto Civita estão decididos a entrar com um pedido de recuperação judicial do grupo”, conforme disse Miguel Enriquez, no Diario do Centro do Mundo. “A Abril deve na praça mais de R$ 1 bilhão em compromissos que devem ser honrados até 2022, acumulou prejuízos de R$ 768,1 milhões nos últimos três anos e registrou um patrimônio negativo de R$ 715,9 milhões, no balanço de 2017”.

Leia a íntegra no DCM